Trigo – Porque se tornou o vilão da vez

Presente em uma extensa lista de alimentos, conheça os benefícios de cortar de uma vez por todas o trigo de sua alimentação diária.

Esse alimento é tão antigo e tão comum nas mesas ao redor do mundo que fica até difícil imaginar um dossiê maléfico por trás dele.

Contudo, a presença de uma substância alergênica que está ligada a diversos males coloca o consumo do trigo em uma saia justa: o glúten.

Você já deve ter reparado como a maioria dos alimentos hoje em dia possui os dizeres: “contém glúten” ou “não contém glúten”. Pois bem, isso aconteceu logo depois que o glúten apareceu em diversas mídias como um verdadeiro vilão para a saúde.

O glúten é o resultado da combinação de dois grupos de proteínas: a gliadina e a glutenina, presentes no grão de trigo. Nas massas e bolos, o glúten tem como principal função deixar a massa pronta para ser trabalhada: elástica e resistente a quebras.

No entanto, o responsável por deixar os alimentos cremosos e com textura macia tem sido relacionado ao desenvolvimento de várias doenças, causar reações alérgicas e doença celíaca (intolerância ao glúten).

Entenda neste post o que fez o trigo se tornar o vilão da vez.

1. Trigo = Glúten = Complicações na saúde

Para começo de história, o glúten é uma proteína de difícil digestão. Como ele não é digerido por completo, restam algumas moléculas no organismo, que não são reconhecidas pelo nosso corpo. Como resposta, são liberados anticorpos, desencadeando uma série de desordens.

Como consequência da frequente ingestão de glúten, o aumento de peso é um dos principais efeitos, já que durante a digestão, são liberadas substâncias inflamatórias, que estimulam a produção e o armazenamento de gordura.

Aumento da produção de colesterol no sangue é também outro malefício acarretado pelo glúten, o que pode resultar em uma série de complicações na saúde como hipertensão e problemas de ordem cardíaca.

2. O glúten tem relação com o desenvolvimento de doenças sérias e é o inimigo número 1 das dietas

Além da perceptível intoxicação e inflamação do organismo, o glúten está associado a gastrites, hipotireoidismo, dificuldades de engravidar, dores de cabeça e dificuldade de engravidar.

É por causa dele que, durante as dietas de emagrecimento, cortamos tudo o que é cremoso e macio: sorvetes, massas, pães, bolos e por aí vai.

Portanto, se você está pensando em perder aqueles quilinhos a mais, a primeira providência deverá ser cortar o trigo e seus derivados de sua alimentação.

Isso evitará uma inflamação, desordens no seu organismo e ainda ajudará seu corpo a se desintoxicar.

Embora pareça difícil – porque, parece que quase tudo o que comemos possui glúten – não é impossível viver sem o glúten.

Uma dieta rica em proteínas, frutas e vegetais sempre é sinônimo de saúde.

Procure sempre os meios mais naturais para emagrecer e obter mais saúde.

As frutas são alimentos ricos em minerais e vitaminas que necessitamos para produzir anticorpos, melhorar a aparência da pele e envelhecer mais devagar e até mesmo ajuda a pegar um bronze.

Experimente saúde hoje! Troque a sobremesa de bolo de chocolate por uma porção de morangos ou um abacate amassado com cacau e veja o resultado!

Deixe uma resposta